Como Abrir um Armarinho / Contabilidade Online [Guia Completo]

49
Como Abrir um Armarinho / Contabilidade Online [Guia Completo]
4.8 (95%) 4 voto[s]

Apresentação do Armarinho

CASO QUEIRA IR DIRETO PARA PARTE DA ABERTURA DA EMPRESA, CLIQUE AQUI

Armarinhos são definidos como lojas de comércio varejista que vendem desde um botão até uma fantasia de carnaval. No início essas lojas se restringiam à venda de aviamentos voltados para pequenas confecções de roupas e para as costureiras que circundavam a vizinhança. Mas, com o passar do tempo e o advento da industrialização ficou menos oneroso e mais acessível para o consumidor final comprar roupas prontas em grandes magazines, o que fez diminuir drasticamente a demanda por serviços de costura personalizada e toda a cadeia produtiva sentiu seus efeitos.

O armarinho configurava como um forte intermediário nessa cadeia. Ele se posicionava entre o fabricante de aviamentos e o consumidor direto desses produtos. Com todas essas mudanças na economia ele teve que se reinventar e apesar de ainda atender uma pequena parcela de consumidores que preferem mandar confeccionar suas roupas sob medida, ou customizar, eles ampliaram seu leque de atuação disponibilizando matéria prima para artesanatos (crochê, tricô, bijuterias, ornamentos, enfeites, pinturas, bordados), presentes, lembranças e acessórios.

Os armarinhos, bazares ou lojas de aviamentos estão inseridos em pontos estratégicos de alguns bairros e nos centros das cidades. É um ramo de atividade que trabalha com uma grande variedade de produtos, muita miudeza, necessitando assim de muita organização, atenção e principalmente experiência do proprietário no ramo.

O candidato a empresário deste ramo deverá buscar experiência junto a outras lojas, cursos e revistas que possam lhe passar o maior número de informações possível. Assim é mais fácil definir a linha que se irá seguir e o público que se irá atingir tornando as chances de sucesso muito maiores.

Mercado do Armarinho

Os armarinhos estão enfrentando a pesada concorrência de supermercados, papelarias e atacadistas, além da indústria da confecção que por trabalhar com grandes quantidades de insumos consegue uma considerável redução no custo de produção colocando no mercado roupas prontas bastante acessíveis.

A solução mais adequada é a diversificação das mercadorias, que tem sido responsável pela lucratividade do negócio. As mercadorias oferecidas nos armarinhos têm público certo em todo o país. Existem oportunidades em determinadas localidades ou regiões que só são detectadas por bons empreendedores.

A sazonalidade é uma característica marcante dos armarinhos, que têm por hábito comercializar artigos direcionados para determinadas datas festivas. Então, é possível vê-los repletos de máscaras no Carnaval, fitas coloridas no São João e guirlandas no Natal.

São nessas festividades que os comerciantes conseguem incrementar o faturamento. Então o jeito é ficar atento à sazonalidade e aos bônus que ela traz. Colocar antecipadamente produtos adequados ao momento que vive a sociedade considerando datas festivas e as estações do ano.

Muitos armarinhos para garantirem o faturamento estão implementando as vendas com a disponibilização de cursos de artesanato. Além de faturarem com o ensino da arte, vendem quites de produtos, e muitos dos alunos tornam-se clientes cativos.

Conhecer e caracterizar quem são seus futuros clientes, o que eles compram e por que eles compram, como são feitas as compras, quando eles compram e as tendências de compra deles, é essencial ao sucesso de seu negócio. A maioria das empresas bem sucedidas está constantemente em mudanças, oferecendo oportunidades e apresentando ameaças.

Os principais clientes são costureiras, artesãos, pequenas confecções, facções, e o público em geral que gosta de customizar suas roupas.

Quanto aos fornecedores são atacadistas e fabricantes, tudo depende do volume de compras. O empreendedor deve começar comprando pequenas quantidades de atacadistas e verificar as mercadorias que tem maior giro, evitando com isso empatar capital em estoque.

Melhor local para abrir um Armarinho

De acordo com Dias e Oliveira (2013), escolher um ponto de venda é uma das decisões mais importantes na hora de estabelecer um negócio. Existem infinitas maneiras de se aprender a elaborar planos estratégicos, projetar vendas, gerenciar finanças e pessoas, etc. Contudo, há uma grande lacuna na decisão de um futuro ponto de venda.

A decisão sobre o local tem importância estratégica, pois ele pode ser usado para criar uma vantagem competitiva sustentável. Ao contrário, um erro na seleção de um ponto significa uma enorme desvantagem competitiva para um negócio, exigindo esforços mercadológicos e muitas vezes sacrifícios de margem que levam a prejuízos operacionais. Também é importante lembrar aqui que alguns dos maiores empreendimentos do planeta começaram numa pequena garagem.

Este estudo, chamado de “geografia de mercado” termo criado pelos especialistas da área para designar a as análises sobre a localização do negócio, é fator estratégico e por isso é preciso este estudo, considerando concorrência (direta e indireta), atração cumulativa que são negócios concorrentes localizados na mesma área, o que poderá atrair mais clientes para o local. Também é inevitável avaliar por quanto tempo o negócio poderá permanecer ali em caso de sucesso.

Aspectos subjetivos podem estar envolvidos e merecer estar relacionados para que a análise possa ficar realmente capaz de permitir a tomada de melhor decisão: você gosta do lugar? Você esta feliz com a escolha? Você acredita no sucesso do negócio neste lugar? Em resumo, sempre se deve procurar estar no lugar certo, na hora certa, dentro das possibilidades.

Investimento para abrir um Armarinho

O investimento varia muito de acordo com o porte do empreendimento e do quantitativo de que dispõe o empreendedor. Esse valor consiste na aplicação de algum tipo de recurso esperando, um retorno superior aquele investido, em um determinado período de tempo.

Considerando uma loja de pequeno porte, voltada para venda no varejo, montada numa área de 40m², será necessário um investimento de R$ 45.890,00 mil, aproximadamente.

Os valores apresentados são indicativos para constituição de um empreendimento dessa natureza, e, serve de base para o empresário decidir se vale a pena aprofundar a análise de investimento. Para dados mais detalhados é necessário saber exatamente quais produtos serão oferecidos pela loja e qual o seu porte.

Nesse sentido, aconselhamos ao empreendedor interessado em constituir esse negócio, a realização de levantamento mais detalhado sobre os potenciais investimentos depois de elaborado seu plano de negócio (para elaboração do plano de negócio procure o Sebrae do seu estado).

Como conseguir Clientes / Divulgação

A divulgação é um componente fundamental para o sucesso de uma loja de presentes e artigos de decoração. As campanhas publicitárias devem ser adequadas ao orçamento da empresa, à sua região de abrangência e às peculiaridades do local. Abaixo, sugerem-se algumas ações mercadológicas acessíveis e eficientes:

  • Confeccionar folders e flyers para a distribuição em residências;
  • Oferecer brindes para clientes que indicam outros clientes;
  • Mídia especializada: Rádio, TV, Jornais e Revistas, Placas e Outdoors, etc.;
  • Anunciar em jornais de bairro e revistas de decoração;
  • Oferecer descontos e pacotes promocionais para produtos combinados;
  • Montar um web site com a oferta de produtos para alavancar as vendas.

O empreendedor deve sempre entregar o que foi prometido e, quando puder, superar as expectativas do cliente. Ao final, a melhor propaganda será feita pelos clientes satisfeitos e bem atendidos.

A mídia mais adequada é aquela que tem linguagem adequada ao público-alvo, se enquadra no orçamento do empresário e tem maior penetração e credibilidade junto ao cliente.

Passo a Passo para Formalização da Empresa / CNPJ

Passo 1: Organização Societária e Regime tributário

O objetivo desse artigo não é te passar informações técnicas e burocráticas sobre o processo de abertura de Armarinho. Aqui vamos te passar somente uma visão geral do que você precisa saber para iniciar seu negócio. Até porque para fazer todo processo burocrático, nossa recomendação é que você procure um profissional da área para não ter surpresas desagradáveis durante o processo ou no futuro.

Caso também se interessa por assuntos mais técnicos, nos artigos abaixo explicamos um pouco mais sobre aspectos burocráticos do processo de abertura de empresa e CNPJ:

  1. Como Abrir um CNPJ? Guia Passo a Passo
  2. Como Abrir uma Empresa? Guia Completo e Definitivo

Na maioria dos casos, 99%, as pessoas estão a procurar de como montar uma ME ou EPP optantes do Simples Nacional, ou um MEI, micro empreendedor individual.

Um fato que não é possível se eximir é que ao abrir um Armarinho  e começar a faturar ela terá que pagar impostos. E para calcular a tributação da companhia há vários regimes tributários que seu Armarinho pode escolher anualmente. Para a correta escolha, sempre conte com a ajuda do seu contador. Os regimes tributários existentes são:

Quanto à organização societária da seu futuro Armarinho, você pode encolher entre:

Se você estiver procurando como abrir um MEI, esse artigo termina aqui para você. Pois todo processo é online e é feito no portal do empreendedor. No próprio site do governo você tem todas as orientações necessárias e caso o MEI seja o ideal para você, visto que esse formato tem algumas limitações, você mesmo faz todo processo de abertura online.

Clique aqui para checar se seu Armarinho pode ser optante do MEI, somente algumas atividades profissionais são permitidas.

Em caso de dificuldade, você também pode procurar um escritório de contabilidade ou um posto de atendimento do SEBRAE para atendimento gratuito.

Agora se você pretende constituir uma Micro Empresa ou Empresa de Pequeno Porte optante pelo Simples Nacional, ou até mesmo uma corporação do regime normal de tributação, continue seguindo nosso passo a passo.

Passo 2: Consulta de Viabilidade de localização

A consulta de viabilidade serve para checar se a empresa que se pretende abrir pode funcionar naquele determinado endereço, levando em consideração as características do empreendimento, fazendo uma relação entre os CNAEs das atividades e o endereço escolhido. Nessa fase também é verificado se o nome empresarial pretendido está disponível para registro na Junta Comercial do seu Estado.

Todo processo é eletrônico e feito pelo Portal de Serviços da Junta Comercial. Aqui cabe novamente o alerta de que você precisa procurar um profissional contábil para fazer o processo ou te orientar, visto que há detalhes importantes que devem ser verificados com cuidado.

Atualmente, a maioria das Juntas Comerciais e Prefeituras adotam o sistema da RedeSim / Via Única de Registro e Legalização de Empresas, assim todo processo de abertura de empresas se dá através de um sistema único integrado com todos os órgãos envolvidos. Para mais detalhes, consulte a site da junta comercial do seu estado.

Passo 3: Documentação necessária para Abrir seu Armarinho

Com a viabilidade aprovada e com o nome empresarial pretendido também liberado para uso, o próximo passo é preparar toda documentação necessária para dar entrada no registro na Junta Comercial.

Como regra, a documentação exigida é:

  • Capa do Processo: Com o nome empresarial, atos e eventos para registro devidamente preenchida e assinada pelo administrador, sócio ou procurador ou do titular, representante legal, diretor. No caso de procurador, anexar procuração, com poderes específicos e, se por instrumento particular, com firma reconhecida.
  • Documentos de Identidade: de todos os sócios e sócios administradores, titular, representantes legais, diretores (cópias autenticadas em cartório).
  • Instrumento de inscrição: (Ato constitutivo, Contrato Social ou Requerimento de empresário), em única via, com as firmas de todos os sócios reconhecidas em cartório. Se a sociedade não for enquadrada na condição de micro empresa ou negócio de pequeno porte, o contrato deve conter visto de advogado.
  • DARF / Taxa cobrada pela Junta Comercial:  original, com código de barras, gerado pelo Sicalcweb (siteRFB), quitado, com autenticação mecânica do banco ou com o comprovante de pagamento, original, do valor pago correspondente ao ato.
  • DBE: (Documento básico de entrada do CNPJ) devidamente assinado, conforme instrumento apresentado.

Passo 4: Protocolar na Junta Comercial do Estado

Com toda documentação em mãos o próximo passo será dar entrada na Junta Comercial. Caso a junta comercial encontre algum problema na documentação apresentada, o processo é colocado em exigência e será necessário fazer a correção.

Caso esteja tudo em ordem, a empresa será registrada, as inscrições no CNPJ (da Receita Federal), CFDF ou Inscrição Estadual (da Secretaria de Fazenda) e o NIRE (da junta comercial) e a Inscrição Municipal (da prefeitura) serão gerados.

Importante destacar que com a nova sistemática adotada para abertura de empresas em várias juntas comerciais, a retirada de documentos aprovados se dá pelo próprio site. O documento vem assinado eletronicamente e sua autenticidade pode ser conferida pela internet por qualquer interessado.

Findado essa fase você já terá a empresa aberta, com as devidas inscrições. No entanto, a partir desse momento é que começam surgir as obrigações legais da empresa, principais e acessórias. Por isso agora é indispensável que seu negócio tenho um contador responsável para acompanhar e mantê-la regular.

Passo 5: Licenciamento / Alvará de Funcionamento do Armarinho

Dependendo das atividades da empresa pode ser necessário obter Licenças / Alvará de Funcionamento ou credenciamentos e inscrição em órgãos de classe para poder funcionar regularmente.

Algumas atividades, em que a empresa não tem estabelecimentos físicos, por exemplo, a obtenção de licenças pode ser concedida de forma automática, direto do portal de licenciamento adotado pela Prefeitura / Administração Regional.

Como envolve questões relacionadas ao próprio negócio do cliente, a pessoa mais indicada para obtê-las é o próprio responsável pela empresa que conhece seu detalhes. Também há empresas especializadas que prestam esse tipo de serviço.

Passo 6: Principais Obrigações Legais de um Armarinho

  • Emissão de Notas Fiscais: Todas as vendas precisam ser acobertadas por documento fiscal. Essa responsabilidade é sua;
  • Correto Cálculo dos Impostos: Essa é uma obrigação do seu contador e pode não ser uma tarefa tão simples, pois envolve o correto conhecimento da legislação tributária e das atividades do seu negócio.
  • Obrigações Acessórias: Consiste em informações que precisam ser enviadas ao governo e também é uma obrigação do seu contador, dependendo das atividades podem ser várias, mensais e anuais. Exemplo: PGDASDEFIS, LEF, SEFIP, RAIS, CAGED, ECD, DIMOB
  • Registro de Funcionários: Esse é um ponto que merece atenção especial por sua parte. A regra é simples: Tem funcionários? Então registre e os pague corretamente. Hoje os riscos trabalhistas são enormes e fazer o correto evitará muitos problemas.
  • Escrituração Contábil: Além de obrigatória por lei, sabendo usá-la corretamente é uma excelente forma de administrar as finanças da empresa. Também é fundamental para a fazer a apuração e distribuição de lucros isentos de mais impostos. Por isso a importância do correto registro de todas as receitas, despesas e extratos bancários na contabilidade.

Dica 1: Contabilidade Online para Armarinho

É possível sim você mesmo fazer o processo de abertura de seu Armarinho, mas é altamente recomendado que você procure a ajuda de um profissional ou empresa especializada em processos de abertura, o mais indicado é procurar um escritório de contabilidade.

Há detalhes que somente que faz aberturas de Armarinho diariamente estão por dentro, detalhes que podem fazer você não perder seu tempo e dinheiro por falta de conhecimento.

Entre em contato com a PJ Simples Contabilidade Online, peça o contato de especialista para analisar suas necessidades e te dar as orientações necessárias para você criar seu Armarinho da melhor forma possível.

Dica 2: Por que contratar um escritório de contabilidade?

Um Armarinho têm várias obrigações contábeis que precisam ser cumpridas no prazo e de maneira correta, evitando problemas como a cobrança de multas e juros pelo governo.

Uma realidade é que os pequenos Armarinhos nem sempre são capazes de manter uma equipe dedicada à contabilidade da empresa. Isso acontece porque o orçamento dessas empresas geralmente é limitado e, na maioria das situações, o tamanho e as metas da empresa inviabilizam a manutenção de uma contabilidade interna.

Nesses casos, para que o trabalho da área receba a atenção necessária sem comprometer o orçamento do Armarinho, a dica é contratar um escritório de contabilidade, que assumirá as operações da empresa.

Além de reduzir custos internos, a parceria com uma empresa de contabilidade também traz outros benefícios para seu Armarinho, tais como: Regularização e monitoramento do negócio fiscal, trabalhista e contábil; Otimização do planejamento financeiro e tributário; Suporte adequado para cumprimento das obrigações tributárias; Mais segurança e credibilidade para a empresa no mercado.

Dica 3: Outros artigos sobre abertura de empresas

Conhecimento informações na hora que você decide formar e inaugurar um Armarinho nunca é demais, por isso, caso você queira saber mais detalhes sobre o processo de abertura de empresas e ler mais algumas dicas importantes, acesses esses outros artigos do blog da PJ Simples: