Como se comportar como Empresário

218

Este artigo tem como objetivo dar uma visão geral de como você empresário deve ser comportar em relação à sua empresa, e é destinado principalmente para os empresários de primeira viagem, que geralmente têm muitas dúvidas e dificuldades. No texto é usado a expressão empresário em sentido amplo, faz referência ao titular de uma empresa individual ou aos sócios de uma sociedade.

Você não é sua empresa e sua empresa não é você

A primeira coisa que se deve ter em mente ao abri uma empresa é que você e a empresa são coisas diferente, você tem CPF e ela tem CNPJ, suas contas pessoais são suas e as da empresa é da empresa, o dinheiro que entrou de uma venda ou prestação de serviços é da empresa não é seu, o funcionário registrado não é seu funcionário, é da empresa. É assim que seu contador, o governo, os bancos, seus fornecedores veem sua empresa e é assim que você deve trata-la.

Separe suas finanças pessoais das finanças da empresa

Agora que você já sabe que vocês são pessoas diferentes, você já deve ter imaginado que é necessário separar as receitas e despesas da empresa das suas contas pessoais. Portanto, a primeira coisa a ser feita ao se abrir uma empresa é providenciar a abertura de uma conta correte PJ num banco para pagar e receber tudo que for da empresa.

Se você tem contas ou bens em seu nome e que na verdade são despesas e bens da empresa, procure também fazer a transferência para o nome dela.

Essa separação é fundamental para fins fiscais, para que numa eventual fiscalização os seus bens não sejam confundidos com os da empresa. Além de também ser fundamental para que seu contador consiga realizar seu trabalho corretamente.

Tribute toda receita pela empresa e fique isento como pessoa física

Chegamos a dúvida, ou desconhecimento, mais frequente entre os marinheiros de primeira viagem, a conta básica que devemos partir é a seguinte:

Receitas – Despesas = Lucros

E aqui entra em sena a contabilidade feita por seu contador. Quando sua empresa realiza uma venda ela emite uma nota fiscal, se não emite, deveria, e isso representa uma entrada financeira na empresa. Quando ela paga seus impostos, seu contador, seus fornecedores… enfim, suas contas, isso representa saídas financeiras da empresa. Fazendo uma operação algébrica básica, receitas menos despesas é igual ao lucro.

Aqui não entraremos em detalhes como reservas, investimentos… O que deve ficar claro é que se você resolver retirar todo esse lucro da empresa para você ele é ISENTO DE MAIS IMPOSTOS. Quando você for fazer sua declaração de ajuste anual do imposto de renda pessoa física, vai ter um campo específico na declaração para você preencher com o valor dos lucros retirados. O seu contador é quem irá te dizer qual é esse valor.

É importante dizer que esses lucros são isentos somente quando for possível comprová-los, ou seja, só é possível quando a contabilidade da empresa é feita corretamente. Portanto, não há bitributação e é mais vantajoso tributar qualquer valor numa empresa, e transferir como lucros isentos, do que ser tributado como pessoa física, ou não declarar nada e futuramente ser taxado por essa omissão.

Tem funcionários? Registre-os!!

Essa é uma obrigação básica de toda empresa, registrar todos seus funcionários. Manter funcionário sem registro representa um grande risco, ambos ficam desprotegidos. E no caso de uma reclamação trabalhista, os custos podem se tornar imensos. Tome muito cuidado!

Manter funcionário registrado é trabalhoso? Representa mais custos? Sim!!! Pois faça os cálculos dos custos, peça ajuda ao seu contador… e veja se compensa, mas não corra o risco desnecessário de se manter funcionário sem registro.

Defina e faça corretamente suas retiradas

Há duas formas de você empresário retirar dinheiro da sua empresa, através de pro-labore ou retirada de lucros isentos, como já explicado acima.

Retirando pro-labore, sobre esse valor também será recolhido INSS. É um custo a mais para você pessoa física, entretanto você se torna segurado pelo INSS e pode eventualmente usufruir dos benefícios da previdência social.

Já ao se retirar Lucros da empresa não há mais nenhuma taxação extra. Como há o fechamento contábil da empresa somente uma vez ao ano, teoricamente só seria possível retirar lucros da empresa também uma vez ao ano. Entretanto, o empresário tem a opção de fazer adiantamentos mensais de lucros, desde que, obviamente, a empresa os tenha.

Porque devo enviar informações da empresa para o contador?

Para o seu contador poder fazer a contabilidade da sua empresa ele precisa de informações, e é só você empresário que as pode dar. Assim, envie tudo o que for relacionado à sua empresa para o seu contador, pelos meios disponibilizados. Principalmente tudo o que for relacionado às finanças da empresa. O seu contador é o melhor amigo da sua empresa, não tenha dúvidas!!!

Dica Bônus: Contabilidade Online

Para sua empresa crescer e ter sucesso também é necessário que ela também otimize sua relação com a contabilidade, a gestão financeira e tributária, com a folha de pagamentos e com as burocracias do governo em geral.

Nossa dica final é que você faça uma pesquisa e veja se os serviços de contabilidade online atendem as necessidades da sua empresa. Pode ser uma boa ideia optar por esse tipo de serviços, pois sua empresa pode ser melhor acompanhada e você ainda pode economizar um bom dinheiro.

A PJ Simples Contabilidade Online atende várias atividades e regiões do Brasil, contate-nos e peça uma avaliação dos nossos especialistas em empresas do Simples Nacional.